Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRUMAS DA NOITE

SOU EU QUE VAGO PELAS BRUMAS
DESTA NOITE ETERNA E FRIA
QUE ME AFOGO EM TURVAS ÁGUAS
SOB O MAR DA AGONIA

QUE ME PERCO ENTRE PALAVRAS
E ME ENCONTRO EM TRISTES RIMAS
DE TRISTEZAS E SAUDADES
VOU TRAÇANDO A MINHA SINA

NESSE AMOR, QUE TANTO ESPERO
MINHA FÉ,POBRE MENINA
TÃO DELGADA, ESMORECEU
SUSPIROU,TÃO REPENTINA

COMO A AVE QUE GORJEIA
PELA NOITE ENTRE AS COLINAS
QUE ALÇANDO VÔO,MORRE
E,EM SEU CANTO,DESAFINA.
fabiano muniz
Enviado por fabiano muniz em 14/06/2006
Código do texto: T175484
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fabiano muniz
Santos - São Paulo - Brasil, 41 anos
44 textos (7434 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:59)
fabiano muniz