Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudade

Esta saudade
doi feito corte de vidro
feito dor de ouvido
feito dor de dente
que lateja sempre
fere meus sentidos
corroe meus pensamentos
A saudade mata a gente por dentro

Esta saudade
nunca me deixa sozinho
fere como fere o espinho
presas de serpente
quando crava os dentes
sulga meus extintos
espalha o seu veneno
A saudade mata a gente por dentro

Esta saudade
prende-me como um bandido
um foragido
decreta as penas
poe as algemas
deixa-me no exilio
atraz das grades do tempo
A saudade mata a gente por dentro

Zé Paulo Medeiros
ze paulo medeiros
Enviado por ze paulo medeiros em 20/06/2006
Código do texto: T179042
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ze paulo medeiros
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil, 61 anos
75 textos (9333 leituras)
1 e-livros (122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:35)
ze paulo medeiros