Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTUPRO

Sinto a vida sair de minhas entranhas ...

desvirginando meu coração,

estuprando minha mente...

 
Dói comparável a um parto.

Sofro !

Não reajo !!

 
Minha estima  amputada de mim...

Sinto-me indigna de existir...

Não me reconheço...

 
Acreditei ter encontrado a plenitude

do verbo amar,

agora,

vens com teus ferrões,

escaramuça,

deixa fundas feridas...

 
Sentes alegria em violentar-me,

oprimir-me...

Estás cego às emoções,

trazendo farpas de insolência no olhar,

e morte aos sentimentos,

em tuas frias palavras...

qual grandes patas,

pisoteiam aleatoriamente...

Não percebendo o rastro de estragos

que deixas em mim...
Má Oliveira
Enviado por Má Oliveira em 12/07/2006
Código do texto: T192474
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Má Oliveira
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 53 anos
279 textos (14607 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:56)
Má Oliveira