Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre a terra, folhas,
secas, tristes, estação fria,
nos galhos sem seu verde vivo,
sem o úmido gosto do orvalho,
estão ao longo das estradas,
e a espreita, um raio de vida.

Nos rios, em suas águas,
segue apressada a correnteza,
na espera de apressar a estação ,
quieta, aguarda a natureza,
desejo do renascer de sua beleza,
aguarda o bater de um coração.

Mistério arrasta os ventos,
e na sua força a esperança,
varrem, refazem o cenário,
a vida pulsa nesta dança,
entre a morte e o renascimento,
sem desta pausa se dar conta.

Sob a morte das folhas secas,
A vida de outras folhas,
que nascem vividas, eis a estação,
ansiosamente aguardada
chega a tão bela primavera,
sussurrando a vida em canção.

E em meu triste coração,
aguardo o desabrochar de uma flor,
em sua primeira pétala branca,
beberá do orvalho desta estação,
varrendo as folhas, a dor,
transborda de vida minha alma,
a espreita estou eu,
aguardo o sol do sorriso teu.







LuRubia
Enviado por LuRubia em 17/07/2006
Reeditado em 28/05/2010
Código do texto: T196168
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuRubia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
229 textos (8236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:27)
LuRubia