Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nisto que chamar de amor

Nisto que chamas de amor...
Aguardo a flor que jamais germina
Desta tua semente que chamas de amor
Neste sofrimento que jamais termina
Me exaspero ao regar com essa vida em dor

Nisto que chamas de amor...
Aguardo o tão sonhado jardim que parece não existir
Enquanto quero,minhas lágrimas regam tal odor
Nesta tua terra difunta a qual jamais vivi

Nesta tua inverdade!
Nesta mesma que chamas de amor...
Já não mais acredito e de ti me esqueço
Enquanto roubara minhas dadivas com jura flor
Sigo regando em lágrimas esta esperança que desvaneço
Nisto que chamas de amor...


Junior Antonio
Enviado por Junior Antonio em 25/07/2006
Código do texto: T201490
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Junior Antonio
Paracatu - Minas Gerais - Brasil
181 textos (8146 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:15)
Junior Antonio