Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rotina

A vida
tirada com crueldade
na repetição de uma rotina caótica
Presente por toda a vida

A noite
a cela de uma prisão
banhada a luz das luas cruzando o céu
banho de água vermelha

O sono
sonho com a vida
acordo pra realidade
ouço os ecos do medo

A morte
uma melodia estrondante   barulho
Reúne gritos da dor   desespero
o tiro da bala entrando no peito   violência


Não ao respeito



**********

Ps: Essa poesia conta com a colaboração de Diego Ribeiro, um grande amigo.
Larissa Soares
Enviado por Larissa Soares em 02/08/2006
Código do texto: T207671
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Larissa Soares
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 25 anos
7 textos (161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:39)
Larissa Soares