Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGORA QUE LHE PERDI

Pensando ser amada eu te amei,
pensando ser desejada a ti me entreguei,
pensando ser feliz um dia,
eu lutei e errei...
Agora, de todo amor que senti
só resta uma grande dor,
dos beijos que de ti recebi
só resta um gosto amargo,
das alegrias que passei ao seu lado
só resta uma grande tristeza,
das vezes em que nos abraçamos
só nos resta a distância,
e das vezes em que nos amamos
só nos resta uma grande cicatriz...
Sozinha agora me encontro
sem um amor para amar,
sem um amor para se dar...
E de chorar já sou pranto
e de relembrar, esquecida.
Com tantos erros passados
ganhei má fama sozinha,
com tantos passos errados,
não encontrei meu caminho.
Eu lutei...perdi,
porque contigo errei.
Agora que as palavras de afeto se acabaram,
agora que não há mais amor para amar...
Sei que não compreendo as dores do mal,
eu sou mais um pedaço entre a dor e o amor,
nós somos mais dois pedaços que a vida veio separar...
Contra minha vontade lhe deixei,
fingi sorrir, chorando.
Falando em ódio e lhe amando.
Se soubesse que por tanto lhe querer
deixo em forma de tristeza o amor doer.
E você tentando se esconder
desse amor que não tem mais como doer...
Lhe perdi, e a dor dói solta
e em silêncio minha alma chora,
sofro baixo para esconder
este amor que deixo escorrer.
Não sei se a tristeza é mais alegre
do que minha alegria é triste...
Hoje trago os olhos tristonhos
e no peito pulsando os sonhos
que a vida impediu de ter fim...
Para mim já não existe querer
nem um lugar para tentar te esquecer...

SOLANGE CASTILHO
Solange Cardozo dos Santos Castilho
Enviado por Solange Cardozo dos Santos Castilho em 09/08/2006
Código do texto: T212574
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Solange Cardozo dos Santos Castilho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
9 textos (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:17)
Solange Cardozo dos Santos Castilho