Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ruas

Abro a porta
exatamente quando a rua se fecha.
Todos abrem o coração.
As cabeças são as memas,
mas as bocas falam quase aos gritos.
Todos em suas melhores formas
e eu na indecisão, entre o aconchego do meu leito
e o barulho das torcidas.
Toda forma de agitação é festa.
E todos comemoram a mulher louca política.
Riem satisfeitos.
(fiquei encantado)
E o homem rabujento explode
em festejos raivosos,
até corre.
( que ótimo personagem, penso)
E a correria toma conta das ruas fechadas,
com corações abertos, cabeças mesmas,
bocas aos gritos...
Homens e mulheres
de todas as formas.

Minha porta ainda está aberta.
E eu nem sei por que acordei.
Dil Erick
Enviado por Dil Erick em 11/08/2006
Código do texto: T214334
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dil Erick
Macapá - Amapá - Brasil, 29 anos
325 textos (13533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 09:03)
Dil Erick