Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Voz


A Voz

Não vejo o silêncio
Não ouço o poema
A voz é o enigma
Dentro de mim...
A voooooooooooooz...
E o grito e a amargura
que contemplo.
Caminho sobre a areia e
Inesperadamente minh’alma
Chora tua ausência,
No bálsamo de mágoas e
Lenitivos prantos.
Amargura, agrura, encantos!
Insólita rigidez dos dentes
Solidez da solidão
O vento sussurra teus lamentos
Sinto a tua voz,
Ouço tua presença
O silêncio é o poema
O poema no silencio ouço
Sinto o gosto no anátema
Na cor de teu disfarce e
No adejar de tuas asas...
O poema exalar teu lanhar
 P
  O
    E
      M
         A
           C
              A
                 I
                   N
                      D
                        O POEMA SURGINDO...
Na voz que vem do Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar...


Valdêique Oliveira
04/08/2004
Itapetinga-Ba
poetadasletras
Enviado por poetadasletras em 15/08/2006
Código do texto: T217451
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poetadasletras
Itapetinga - Bahia - Brasil
4 textos (326 leituras)
1 áudios (45 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:28)
poetadasletras