Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se eu Moresse amanhã

(Divagações sobre um poema de Álvarez
de Azevedo)


Se eu morresse amanhã
Minha mãe, ao ver meu casaco marrom de frio,
Sentiria um vazio absoluto do lado superior esquerdo do peito.

De seus olhos rolariam duas lágrimas,
E a ponta dos seus dedos comprimiriam desesperadamente a barra do vestido.
Se eu morresse amanhã,
Apenas um vazio fofo, dolorido, chegaria pelas mãos da realidade absurda!!!
Súbito estalaria no peito e se alargaria indefinitivamente,
Por um caminho ôco,
Como se nas pessoas apenas restasse a epiderme.
Ananda
Enviado por Ananda em 30/08/2006
Reeditado em 08/06/2007
Código do texto: T228532
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ananda
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 65 anos
18 textos (852 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:30)