Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teu fim 2

Sinto o gosto doce de teu sangue
Meus olhos brilham com a tua presença
Assim começa o meu fim,

Não tive chance de dizer que te amava
Apenas a oportunidade de dar-te
O beijo que te indicaria o caminho
Para o castelo de cristal.

Tua pele branca como a neve
Era manchada com o próprio sangue
Que a sustentava.

Teus olhos escuros tinham
Apenas reflexo inconfundível
Da onipotente morte.
sulista versejador
Enviado por sulista versejador em 30/09/2006
Código do texto: T252974
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sulista versejador
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
10 textos (603 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:47)
sulista versejador