Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARREPENDIMENTO



Mefítica emanação,
Que reverbera inclemente,
De esgazeados olhos,
Atirando farpas incontinenti,
Sobre meu plácido olhar.

Sob luz bruxuleante,
Vestida de forma ultrajante,
No fundo, sinto-lhe a alma
Suplicante, em mudo pedido
Por ajuda.

Tempos de outrora esquecidos,
Dos quais resquícios de amor perdidos,
A minha mente atormentam.
Ao pensar no que você representou,
E no ser que se transformou,
Graças ao meu insensível desamor.

Agora, sou eu que choro,
Clamando por seu perdão,
Com os joelhos em chagas,
Humildemente eu lhe peço,
Aceite de volta meu coração.
Gilberto Feliciano de Oliveira
Enviado por Gilberto Feliciano de Oliveira em 30/09/2006
Código do texto: T253257
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto Feliciano de Oliveira
Araguari - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
75 textos (8104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:01)