Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Angústia Momentânea

Ah! se minha vida fosse simples
Como uma folha
Folhas não pensam não sentem
Existem
Só existir... existo
Pra quê? Pros outros
Pras folhas, pras plantas
Sou adubo, fertilizante
A chama está se apagando...
Onde está a luz?
_______________________________________________________

Preciso conter a explosão de mim mesmo
Ou então meu sangue choverá e afogará os inocentes
Um sentimento estranho cresce aqui dentro
Meu cérebro se torna incapaz de me impedir
De enlouquecer e num ato insano de coragem
Acabar com essa angústia que me consome
Não consigo mais respirar
Quando penso que alcancei a superfície,
Percebo a água tomando meus pulmões
(Ou será sangue?)
O ar me falta
Os ossos me doem
Já não tenho a mesma força de antes
Até quando, meu deus?!
Até quando?
Até quando?
...



Nota do autor: parece que esta última pergunta tem como resposta o dia 17/09/06.
Lucas Barros
Enviado por Lucas Barros em 05/10/2006
Código do texto: T257288
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lucas Barros
Pirassununga - São Paulo - Brasil, 27 anos
11 textos (442 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:26)
Lucas Barros