Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como uma rosa

Sinto-me como uma rosa ao morrer
Cujas pétalas caem silenciosamente uma a uma
Assim como minhas lágrimas que caem sem querer
Caminhando por minha face lentamente como uma pluma

Seu caule vai enfraquecendo cada vez mais
Inclinando-se numa reverência eterna
Assim como minha mente que já não encontra paz
Rende-se a tristeza singela

Suas folhas lentamente vão se fechando
Enrrugadas e duras pela vida
Assim como meus olhos vão calando
Seu bilho e sua mágoa pois estão sem saída

O tempo, da rosa tirou a alegria
E com ela se foi seu amor
Assim como meu coração que caia
Levando consigo um rio de lágrimas e toda minha dor
Bárbara Miranda
Enviado por Bárbara Miranda em 08/10/2006
Código do texto: T259068
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bárbara Miranda
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
11 textos (610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:55)
Bárbara Miranda