Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESTINO CRUEL

Nascemos para o Mundo;
E desde então começamos a sonhar.
Sonhamos quando ainda crianças em sermos um super- herói, e as meninas uma linda princesa
Daí crescemos, e nos tornamos jovens;
Continuamos sonhando;
Sonhando com um futuro brilhante e promissor
Uma bela casa; um bom emprego e mesa farta
Lutamos e corremos atrás dos nossos sonhos,
Pois na realidade toda nossa vida gira em torno de sonhos,
Muitas vezes conseguimos realizá-los;
Outras porem não
Somos felizes, pois mesmo com todo sofrimento
Conseguimos conquistar algo.
Derrepente; do nada quando então achamos que temos tudo aquilo que sonhamos um dia conquistar,
Somos arrebatados de nossas vidas pelos braços da morte;
Nem sequer, temos o dom de decidirmos se queríamos ir naquela hora, naquele momento
Cruelmente temos nossa vida ceifada
E deixamos para trás tudo que construímos e amamos;
Deixamos todos os sonhos conquistados ou não.
Não nos despedimos,
Nem sequer dizemos adeus; ate breve ou ate logo...
Simplesmente, saímos da vida
Destino cruel este do Homem
Nascer e saber que um dia ira morrer
Ter a certeza que nada será para sempre
Que nada será eterno
Saber que a vida nada mais é que pequenos segundos de prazer, alegrias ou tristezas
E viver com uma única certeza;
A que desde que se nasce se começa a morrer
E que cada minuto, segundo é único e não volta jamais
Portanto; viva
Viva ao máximo
Pois passado; vivi
Presente; é o agora
Futuro...
Nunca sei se chegará.
Jorge Santos
Enviado por Jorge Santos em 18/10/2006
Código do texto: T267643
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Santos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
93 textos (4627 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:26)
Jorge Santos