Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÁGRIMAS

         
Da criança, cristalina, pura,
Da inocência que afaga,
Que escorre,
No rosto macio,
Qual cascata mimosa,
Despencando,
No vazio espaço.

Do adulto,
Que chora,
Quando perde suas emoções,
E são fortes, copiosas,
Maltratam caráter,
Inflamam o ódio,
E também o amor.

Do velhinho,
Que percorrem sulcos,
Na pele maltratada,
E denotam,
No ardor que fere,
A saudade, o tempo que se foi,
A vida que se esvai,
Pois são lágrimas,
De recordação,
Do ontem, sem hoje,
Nem amanhã

Jairo Valio – 27-10-2006.














Jairo Valio
Enviado por Jairo Valio em 27/10/2006
Código do texto: T275052

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jairo Valio
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 82 anos
518 textos (40390 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:17)
Jairo Valio