Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Poema Do Garoto Morto

Nascido do silêncio, silêncio cheio de si
Um concerto perfeito, meu melhor amigo
Tanto pelo que se viver, tanto pelo que se morrer
Se apenas meu coração tivesse moradia

Cante o que você não pode dizer
Esqueça o que você não pode jogar
Apresse-se para entrar em belos olhos
Caminhe com minha poesia, essa música agonizante
-Minha carta de amor para ninguém

Nunca anseie por um mundo melhor
Ele já está pronto, ponto final
Cada pensamento da canção que escrevo
Tudo eu desejo para a noite

Escrito para o eclipse, escrito para a virgem
Morto pela beleza aquele (que morava) no jardim
Criou um reinado, alcançou o conhecimento
Falhou em se tornar um deus

Nunca anseie por um mundo melhor
Ele já está pronto, ponto final
Cada pensamento da canção que escrevo
Tudo eu desejo para a noite

"Se você ler essas linhas, lembre-se não da mão que a escreveu
Lembre-se apenas do verso
O choro de um compositor, aquele sem lágrimas
Por quem eu tenho dado a força e isso se tornou a minha própria força
A moradia confortável, o colo da mãe... chance para a imortalidade
Onde ser querido torna-se uma emoção que eu nunca conheci
Um suave piano escrevendo minha vida"

"Ensine-me que a paixão para que eu a possa sentir partindo.
Mostre-me o amor, segure a tristeza
Há tanto que gostaria de dar aqueles que amo
Desculpe-me
O tempo dirá (esse amargo adeus)
Eu não vivo mais para envergonhar você ou a mim mesmo

E você... Desejo que eu não sinta nada mais por você..."

Uma alma abandonada...
Uma alma do oceano...


Darkness
Enviado por Darkness em 09/11/2006
Código do texto: T286221
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Darkness
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil
9 textos (358 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 17:58)
Darkness