Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DA VARANDA


PESSOAS SOBEM E DESCEM A RUA,
NO RITMO DA VIDA E DOS SONHOS.
PASSOS APRESSADOS,
COMPASSOS DO TEMPO TRAÇANDO A HISTÓRIA.

PASSAM EM CARROS, MOTOS, BICICLETAS
DESENHANDO A LINHA DOS DIAS E SOMANDO O DESTINO.

SÃO JOVENS, CRIANÇAS, IDOSOS,
QUE AQUI DA VARANDA VEJO PASSAR...
E EU?
NÃO PASSO!

TALVEZ TENHA DESAPRENDIDO A ANDAR.
TALVEZ PRECISE DE MULETAS, CALMANTES, CANETAS E POESIAS.

MINHA ALMA DIVAGA COM OS TRANSEUNTES
E VAGA PERDIDA DE MIM.
TENTEI AMAR DE NOVO, MAS NÃO DEU.

MEUS PASSOS ENTÃO RESERVEI AO ESPAÇO DESSE APARTAMENTO,
QUE É DO TAMANHO DA MINHA TRISTEZA
E PEQUENO PARA TANTA SOLIDÃO.

 
Laura Duque
Enviado por Laura Duque em 09/11/2006
Código do texto: T286615
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Laura Duque
Cabo Frio - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
294 textos (23187 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:15)
Laura Duque