Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Máscara

Fio fino da navalha
Lâmina fria maravilha
Leva de encontro a muralha
Que passa fio da vida
Fria e fina como vidro
Busca o sangue dividido
Encoberto de cegueira
Fere e lapida o riso
Disfarce de uma dor
Busca na luz alento
Que não está mais no olhar
Nem no branco do sorriso
Onde um dia foi buscar
Corta navalha a carne
Dilacera e faz sofrer
Para a verdadeira dor
Não deixar transparecer
A dor física aniquila
Mas não é a que sufoca
Externa um compreensível
Para não expor o indizível
A navalha corta a carne...
Grito desesperado
Sofrimento justificado.

24/05/2005
Maria Cilia
Enviado por Maria Cilia em 11/07/2005
Código do texto: T33045
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Cilia
Curitiba - Paraná - Brasil
58 textos (3605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:54)
Maria Cilia