Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cadê a lua? Taí?

Fujo das lembranças que sua luz traz!
Lua esquartejada em poça de noite
no meio da rua escura do meu andor.
Lua, lua que não posso mais amar,
escondo minha ternura
no travesseiro tresnoitado.
Lua pura que na noite escura
ignoras as estrelas companheiras,
as que brilham no pobre céu de meu olhar.
Julieta proibida cega com tua luz
os afagos proibitivos.
Ensina-me tua indiferença
de criatura da noite.
Como minha alma,
Criatura da meia-noite
de memória eterna.
Miguel Angel Fernandez
Enviado por Miguel Angel Fernandez em 22/07/2005
Código do texto: T36674

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Miguel Angel Fernandez). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Angel Fernandez
Vargem Grande Paulista - São Paulo - Brasil
32 textos (4229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:31)
Miguel Angel Fernandez