Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Equivoco Fúnebre

 


Chorei tua despedida nua, sem abraços, sem palavras,
Como se eu fosse o adeus em seus lábios frios.
Sofri com meus desencantos, pelos cantos.
Vadiando,vagando, clamando.
Noites e noites, lamentando.
Escapei da morte por um fio.

Passou o tempo, e aos poucos descobri,
Engano, tolice, falsa cumplicidade
Desencadeando  aos poucos  teus gestos.
Encontrei minha determinação perdida
Quando em você busquei meu rumo.
Meu mundo e minha vida.

Sem pressa, passiva, em um momento lúcido.
Voltei pra encontrar o que em ti deixei
Percebi que aos poucos tu morrias
Senti pena, chorei, resolvi enterrar
As cinzas do amor que eu sentia.

Hoje lamento, sobrevivo na  mira  do equivoco
Ao saber que você deixou-me pra morrer
E, contudo, sentis-te saudade e dor
Renunciando tua felicidade
Sabendo que não mais aqui.
Entregar-me-ia uma flor.
Descanse em paz.
Meu amor!
 
   Branca Tirollo
limaodoce
Enviado por limaodoce em 26/07/2005
Reeditado em 14/10/2008
Código do texto: T37998
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
limaodoce
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
147 textos (10354 leituras)
4 áudios (215 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:49)
limaodoce