Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caminho claro em luz de sangue!!!

Brasas de pedra atiradas ao alto, quase sempre por querer, extirpam nosso medo.

Brechas de fogo entrando, saindo e voltando fecham nosso cerco.

Ao menos que haja uma queda ilusória para trazer-me à realidade,

O nunca quase sempre será nunca, mas enfim, eu nunca mais pensei em ti, então não suma.

Voltado em torno de si, não é possível enxergar as arestas a me afagar.

Difícil acreditar que você me enganou.

E quando o meu amanhã te dei, perdi o hoje.

Enrolados e com brilho ao seu redor, chamar atenção é pouco para mim.

Loira e perfumada como eu sempre quis.

Continuo somente pensando, pois agir não é o suficiente e talvez não seja eficiente.

No entanto, há o medo.

O medo de continuar não sendo como deveria ser, ou como poderia ser.

Porque depois de você nunca mais eu fui o mesmo e agora não consigo voltar a ser como eu queria que fosse.

O destino me trouxe o caminho.

Um caminho claro em luz de sangue.


Bruno Vinícius
Enviado por Bruno Vinícius em 22/08/2005
Reeditado em 22/08/2005
Código do texto: T44397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Vinícius
Salvador - Bahia - Brasil, 32 anos
11 textos (792 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:17)
Bruno Vinícius