Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto Solitário

O Relampago que passa
Em um dia chuvoso
Mostra o meu olhar
Triste e sombrio.

Aquelas ternas mãos que costumava apertar
Aquele terno corpo que costumava abraçar
Aquele terno rosto que costumava... Beijar
Nada existe mais, tudo desfei-se.

As noites mais sombrias de minha vida
Começaram, e se estendem eternamente
A solidão que acompanha uma alma insana.

A dor, o medo, a insegurança... O amor
E todos os outros sentimentos tolos
Permanecem comigo eternamente.

                       By: Mau
Mau kun
Enviado por Mau kun em 27/08/2005
Reeditado em 27/08/2005
Código do texto: T45653
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mau kun
Torres - Rio Grande do Sul - Brasil
6 textos (235 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:15)
Mau kun