Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Destino

Senhor onipotente da vida
Nada acontece por acaso
Traçado, trajetória, caminho
Oferece-me o teu abraço
E nas manhãs ensolaradas
Encanta-me com os pássaros
Oferece-me o sol que me aquece
Depois de uma fria madrugada
Oferece-me o esplendor da primavera
Que desabrocha fértil no jardim
Cercando-me de rosas, lírios e jasmins
A noite seduz-me com o deslumbre
Do cintilar colorido das estrelas
E faz-me com o amor sonhar
Para depois, do sonho desencantar-me
Sob a triste luz apagada do luar
Destino porque foi cruel assim?

D.A.Reservados
Uma Mulher Um Poema
Enviado por Uma Mulher Um Poema em 29/09/2005
Reeditado em 03/01/2006
Código do texto: T54861
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Uma Mulher Um Poema
São Paulo - São Paulo - Brasil
2889 textos (497374 leituras)
75 áudios (27411 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:11)
Uma Mulher Um Poema

Site do Escritor