Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas alucinações

Acordei em meio a desordem
Gritos... Choro... Lamento...
Tristeza e tormento
Da vida dessa jovem...

Ao som da guitarra
Que não deixa mentir
Que mostra em mim
O sofrimento da alma...

Alucinações embaralham a visão
Que aos poucos dorme
Nos braços da escuridão...

Deixando a noite levar
O que resta do sentido
De ainda poder amar...
Poetisa
Enviado por Poetisa em 02/10/2005
Código do texto: T55834
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poetisa
Imperatriz - Maranhão - Brasil, 28 anos
1 textos (49 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:41)
Poetisa