Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JOÃO-DE-BARRO

Lá no mourão da velha porteira,
Todos os dias, o joão-de-barro cantava;
E eu de longe, atentamente observava,
A alegria da avezinha tão fagueira.

Depois da alegre e harmoniosa cantoria,
Abria as asas e voava até sua morada
No alto dum pinheiro à beira da estrada,
Onde completava sua bela melodia.

Certo dia não mais apareceu,
E nem se ouvia o belo canto seu
E eu, quis saber qual a razão.

Procurei por toda parte da fazenda
E encontrei lá na banda da moenda,
Sua companheira sem vida no chão.
João Barbosa
Enviado por João Barbosa em 17/10/2005
Código do texto: T60425
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Barbosa
Extrema - Minas Gerais - Brasil, 68 anos
160 textos (10967 leituras)
3 áudios (130 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:28)
João Barbosa