Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vítima

Receio que nada que é sera
Que nada previsto virá
Que tudo que existe tem um fim
Onde o fim sera morte e sofrimento

Tudo revestido de sangue
Mãos sujas e feridas
Almas impuras
Corações sem energia
Morte

Sou o que consigo caminhar
Pois só andando encontro a felicidade
Sonho com alegria
Enquandu derrubo gotas de sofrimento

Viajo em uma canção
Onde só há dor
Convivo com o inevitavel
Porque ele me mostra a mintira

Acredito em mentiras
Pois só elas me favorecem
Vivo uma quase vida
Que nem essa é minha

Salvo todos de mim
Contando a todos quem não sou
Escondo meu ódio
E explodo minha insegurança

Calo meu dever
Aceito minha duvida
Calo meu ser
Aceito meu erro

Assim sou
Vitima.
Emmanoel Dias
Enviado por Emmanoel Dias em 27/08/2007
Código do texto: T626733

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Emmanoel Dias
Santa Teresa - Espírito Santo - Brasil, 28 anos
12 textos (768 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 04:27)
Emmanoel Dias