Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor amarga

Essa dor que fere o peito
Rasga meu coração
Apunhala minha alma
E desfaz os meus anseios

Ah! dor amarga!
Plantada por poucas palavras
E como um raio fulminante
Deixa marcas inapagáveis
E faz sua morada

Ah! dor, doi, corroi!
Espera o pranto que não sai, espera
E se agarra na esperança
De que essa dor se esvai

Ah! dor amarga!
Libera as amarras
Deixa livre o meu ser
Pois, só assim,  vou esquecer ...
maria do carmo alves marques de castro
Enviado por maria do carmo alves marques de castro em 30/08/2007
Código do texto: T630122
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (mcarmo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria do carmo alves marques de castro
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 67 anos
90 textos (3806 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 15:15)
maria do carmo alves marques de castro