Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Corações gelados

No olhar faminto de desejos,
me sinto mesquinho diante da situação,
eles me olham calados e furiosos,
roubando a minha alma em pedaços.

O mesmo olhar tão assustado,
me assustando ao me olhar,
tão sem vida,tão sem esperança,
sozinhos,sem ser notados ou entendidos.

Olhares mudos e silenciosos,
mas que causa um estrondo em meu coração,
minha alma sussurra alto,
e meus pensamentos se esvaziam.

Olhares fixos ao desconhecido,
querendo conhecer o impossível,
felicidade,amor e carinho,
essa é a barreira que empunhamos.

São muitas as etapas de nossa ignorância,
preconceito,poder,inveja...ganância,
desde quando fomos maiores?
tire a venda de teus olhos.

Olhares trêmulos,
pois já se cansaram de cair,
sem ninguém para levantar-los
o medo já não os deixam caminhar.

Olhares marcantes,
mas porem passageiros,
vem e vão de nossas vidas,
e se quer são lembrados no dia seguinte.

O pior de todos os olhares,
aquele que se torna cruel,
sem piedade,onde foi parar o amor?
pois não viria a um palmo de distancia.

Os nossos olhares cegos,
a nossa boca muda,
e a alma já não existe mais,
pois a culpa já a devorou.

Os olhares param,
as lagrimas já não caem mais,
minha alma grita em silencio,
e isso esta me matando.
Thiaguinhu
Enviado por Thiaguinhu em 30/08/2007
Código do texto: T631191
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiaguinhu
São Carlos - São Paulo - Brasil, 28 anos
74 textos (10901 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 14:11)
Thiaguinhu