Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Elegia ao pobre jardineiro



Debalde trabalha o pobre jardineiro.
Os pássaros não mais gorjeiam em seu jardim.
O jardineiro, apesar das ofensas, segue cordeiro.
Violeta, Tulipa, Crisântemo e Jasmim...

Debalde tenta e tenta o pobre jardineiro.
Em seu jardim, as borboletas choram...
Apático, ele realiza o trabalho costumeiro.
As flores, na terra, sua atenção imploram.

O jardineiro, triste, só contempla o girassol.
Fertiliza a terra! Deixa-a com a tepidez de ninho.
Sua predileta flor, porém, só tem olhos para o Sol.
O pobre jardineiro se sente cada vez mais sozinho.

Debalde o jardineiro busca a água límpida e pura,
Para acariciar os louros cabelos do girassol.
A hostilidade da flor ainda perdura...
Olhos para o alto! Olhos sempre pro Sol.

Ó! Debalde conversa com ela, o pobre jardineiro.
Carinho, proteção e um adubo chamado amor.
O girassol, porém, acha tudo rotineiro...
Ao girassol nada importa! Do jardineiro somente pavor.

Ah! Debalde alerta o pobre jardineiro.
Para que o seu amado girassol não abandone a terra segura.
Ele faz de tudo; muda até o que era "rotineiro".
A flor, porém, só quer aventura.

Pobre, pobre jardineiro que de tudo tentou...
Mas até as partes mais íntimas o girassol ao Sol mostrou.

Ao arrancar-se do solo nessa tresloucada aventura.
O girassol assinou sua sentença: o amargor e a desventura.

O pobre jardineiro, doravante, a todas ama...
Ao girassol, o seu amor nunca mais, jamais, proclama...
Marcos Paulo de Oliveira Santos
Enviado por Marcos Paulo de Oliveira Santos em 11/09/2007
Código do texto: T647508

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Paulo de Oliveira Santos
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil, 32 anos
12 textos (669 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 22:37)
Marcos Paulo de Oliveira Santos