Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENIGMA

Escrevo no silêncio perdido
de um quarto-crescente,
escrevo com o coração ferido
a tragédia de um amor ausente...
Escrevo no silêncio perdido
de uma madrugada quente,
escrevo como homem sofrido
a angústia do tempo presente ...

Escrevo no silêncio perdido
com os meus dedos ágeis,
escrevo o segredo escondido
nas reticências e nas rimas frágeis...
Escrevo no silêncio perdido
das coisas inimagináveis,
escrevo com o que não digo
em parcas linhas sugestionáveis...

E as palavras,
qual lâminas sedentas de sangue
que me cortam os pulsos
e o coração,
ao mesmo tempo em que me revelam,
também me ocultam
no silêncio perdido da solidão.
Um enigma,
uma charada,
um quebra-cabeças sem solução...

Minhas reticências:
espaço vazio onde escrevo
tudo o que não ouso dizer...
Frodo Oliveira
Enviado por Frodo Oliveira em 13/09/2007
Reeditado em 14/09/2007
Código do texto: T650526
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Frodo Oliveira
Maceió - Alagoas - Brasil, 49 anos
297 textos (134068 leituras)
7 áudios (2256 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 14:54)
Frodo Oliveira