Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Laço de fita

Esse papel colorido, bonito que você enxerga envolvendo esse objeto estranho, não é nada além que um colorido tingido...
Além dele, lá no seu interior se esconde uma escuridão sem fim
Alguém que parou em algum ponto de sua estrada e ali vê várias direções, mas apenas de longe...
Não sabe que rumo tomar, não sabe em qual daquelas estradas se encontram as peças que preenchem tamanho vazio
Onde será que se esconde o calor que acabaria com esse frio?
Quantos sentimentos obscuros indecifráveis assolam a alma
A mente pensa, mas não se acalma
Resta sempre a dúvida de simplesmente não saber o que falta
A vontade de não ter mais vontade
A sede de ser feliz e não voltar atrás
A indecisão de não saber se isso ainda é possível
Meras palavras perdidas num papel
Tentando decifrar o indecifrável
Querendo descobrir o que quem sabe nem exista mais
O sorriso que aflora na superfície esconde a lágrima que teima em rolar
Ansiando desvendar coisas que existam entre o céu e o mar
Procurando sem nunca encontrar
Coisas que tem esperança que iriam completar
Antes de tudo acabar
E quem sabe um dia o laço da fita desamarrar
Debora Cavalheiro
Enviado por Debora Cavalheiro em 13/09/2007
Reeditado em 02/10/2010
Código do texto: T650633
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Debora Cavalheiro
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
234 textos (18782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:26)
Debora Cavalheiro