Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Equilibrista

Vive na corda bamba da vida
Equilibrando as emoções e A paixão vivida
Andando por cima do muro
Equilibrando o medo do futuro obscuro

Equilibrava ainda hoje, um par de lágrimas
Sorriu, desentendeu
Se a viram, ela fingiu que não viu
Tentou equilibrar, mas o equilíbrio por fim cedeu

Equilibra a cada nova manhã
Uma nova esperança vã
De que não passará contados os dias
A equilibrar as lágrimas de suas agonias

Equilibrará no futuro, talvez, quem sabe
Numa palma, sua vida, se é que cabe
Noutra, o que deixou de ter
Por amar, por sofrer, talvez por merecer.


-- Escrito em 31/05/2005 --
Flávia Jobstraibizer
Enviado por Flávia Jobstraibizer em 01/11/2005
Código do texto: T65998
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flávia Jobstraibizer
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (52180 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:43)
Flávia Jobstraibizer