Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




Nostalgia





De par em par em par as portas se abrem
lentamente, em doce mistério
Como a tranqüilidade das águas mansas
que correm nos ribeirnhos
certas de que um dia desaguarão
no mar....Incontinenti!
Recordações se projetam para fora
como a languidez das amantes
que se entregam ao primeiro beijo.
Imagens se sobressaem
quais coroas cingindo frontes.
São as marcas do passado
que se manifestam .Latência desarmada!
Marcas que jaziam encobertas
por sonhos modorrentos,se revelam!
A alma já não mais se contém.
Comportas são abertas
e, na penumbra da solidão
a nostalgia se manifesta,
nua e crua!



Uma boa noite para todos.PAZ!
Imagem:http://yohanandreams.blogs.sapo.pt/arquivo/2007_04.html

Sônia Maria Cidreira de Farias
Enviado por Sônia Maria Cidreira de Farias em 23/09/2007
Reeditado em 06/05/2008
Código do texto: T665444
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia Maria Cidreira de Farias
Jequié - Bahia - Brasil
2945 textos (219551 leituras)
1 e-livros (1013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 15:21)
Sônia Maria Cidreira de Farias