Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amar sem ser amado

Quase desmantelado, nem sombra de outrora
Uma simples face apagada de algúem
Caminha de forma mecânica, não sorri e tampouco chora
És de matéria palpável, mas pertence ao além

Corpo de concreto, alma de cetim
Teu tecido se desmancha e se recompoe
Teu âmago não se emociona, nem quando o Sol se poe
É indiferente ao cheiro de um belo jasmim

Quem és, sombra ofuscada? De onde vieste?
Teus olhos transcendem a realidade
E só depois descobriu-se a verdade

Era da vida amigo, uma alma de brilho ímpar
Mas tornou-se esta concha vazia, de traço perdido
E que outra coisa seria se não um coração partido?

Porque é verdade o que dizem, nao duvide jamais
Amar sem ser amado, é cruel por demais
Márcio Ferreira
Enviado por Márcio Ferreira em 26/09/2007
Código do texto: T669454

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Márcio Ferreira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Márcio Ferreira
Campinas - São Paulo - Brasil, 26 anos
12 textos (648 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 00:56)
Márcio Ferreira