Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de Tristeza Extrema

Infeccionados, os sentimentos proliferam
No coração, que em espasmos servis
Confessa seu desconsolo de infeliz.
Ilusões que em vão se desesperam.

Todos os sonhos, dilacerados ainda esperam
Alguém que apague a dolorida cicatriz
Que na profusão da ferida contradiz
Seu estado, que medidas não ponderam...

Segrego a angustia que fogos afligem,
Evidencias que incendeiam na vertigem
Que me devasta o coração em sonho.

Sou da esperança um vago fragmento
Que se desconstrói, num lúgubre lamento
Os versos tristes que agora componho!
Luis Felipe Saratt
Enviado por Luis Felipe Saratt em 16/10/2007
Reeditado em 05/10/2008
Código do texto: T696943
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Felipe Saratt
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
61 textos (1087 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 18:29)