Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM CABO: UM GRANDE HOMEM

Em homenagem ao cabo Valério, morto após a greve dos policiais militares em Belo Horizonte, junho de 1997


Multidão alucinada
Grandes homens se esgoelam ante o poder
Descabelam, choram, empurram
A multidão é fera, é cega

Tateante, ele se ergue
Abre os braços
Leva as pregas vocais ao limite
Pede socorro
Calma
Paz

Da invisibilidade
Um aço lhe atinge
Cale-se
Ele cambaleia e
Cai
Muitos assistem, poucos ajudam

Deus, perdoem, eles não sabem o que fazem
Ele olha
Ainda respira
Mulher, filhos e amigos
Passam na mente

As lembranças são logo furtadas
O espírito lhe abandona
Carregado
Não mais se levanta
Muitos lamentam e a alma geme
Armas ainda em punho são silenciadas
Homens e mulheres se afastam...
Um grande homem se foi...

Lúcio Alves de Barros
Lúcio Alves de Barros
Enviado por Lúcio Alves de Barros em 27/10/2007
Código do texto: T712081
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedo autor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Alves de Barros
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
462 textos (50395 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:26)
Lúcio Alves de Barros