Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem sentido

 Arrancar dentro do peito a aflição
     O tremor da dúvida, o sofrimento
     Ver o futuro no brilho da ilusão
     Dum punhado de areia solta ao vento!

     Sonhar alto como o pensamento
     Tão puro como o mote de oração
     E dizê-lo aqui num verso lento
     Para embalar na dor o coração…

     Mas são secas folhas os meus versos
     De rimas tortas, enredos dispersos
     Com que engano a todos e me minto

     Quem dera ter meus olhos submersos
     Na verdade pura, de cristais diversos
     Para chorar bem alto aquilo que sinto.
RoqueSilveira
Enviado por RoqueSilveira em 19/11/2007
Código do texto: T742897

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de M. Conceição Roque da Silveira e o site www.letrasdispersas.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
RoqueSilveira
Portugal
235 textos (8526 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 18:28)
RoqueSilveira