Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Colombina

Tentei me mostrar Colombina
Fazer de mim a tua menina
Nasci para ser passista
Passando,sempre parando em alguma esquina
Não sendo nunca Colombina

Tentei ser a tua sina
A cada olhar que reservei a ti
Tentei que olhasses mas não consegui.
Só tinhas olhos para ela
Os teus sempre a procura dos dela

Recuperei meu orgulho
E já não quero mais ser tua
Pronta para ser mais uma
Pronta para ser do mundo.

Alma de Colombina
Faz-me rir, nunca terei
Alma de Bailarina
Não vi, não a sei

Nos meus passos sempre bem dados
Por muitas vezes julgados
Meu coração não se ilumina
Com um sorriso, que bem sei, fascina

Hei de encontrar um caminho
Com perguntas que não perguntei
Com respostas que sempre busquei
Nos passos do samba que nunca sambei
Beatriz Verneaux
Enviado por Beatriz Verneaux em 20/11/2007
Código do texto: T744102
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Beatriz Verneaux
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 26 anos
3 textos (113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 22:06)
Beatriz Verneaux