Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prece Noturna

A demência em vão dizima
O espectro da esperança.
Remexo no rumo da rima
Como a mais triste criança.

Na ruína de todas as crenças
Busco o eterno segredo.
Que cure nossas doenças
Livrando-nos da culpa e do medo.

Sou uma sombra oriunda
Da fecundidade da dor.
Onde as santas mais vagabundas
Copulam com o anjo infrator.

Escuto os gritos da mágoa
Espremerem-me o peito.
Lágrimas somente são água
Na busca de calor, e de leito.

Sofro tantas tristezas, enfim,
Como anjo condenado.
Reino na noite, na luz do festim,
De ferimentos embriagado!

Luis Felipe Saratt
Enviado por Luis Felipe Saratt em 04/12/2007
Reeditado em 04/10/2008
Código do texto: T765015
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Felipe Saratt
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
61 textos (1087 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 21:58)