Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contratempos

Me pesa esse colar,
Colarinho apertado.
Me afogando na vida,
E nas flores. Ó rosas,
Quem diria seus falsos espinhos,
Que assim como, machucam.
Esse traje em vermelho,
Branco, de luto.
Desce aquela chuva,
Que não refresca, me queima.
Talvez limpo meus olhos,
Fingindo um sorriso, também.
E na névoa não vejo meu reflexo,
Nas barreiras ficam os sons,
Umas palavras, sussurros, amores.
E se o céu, tão grato,
Chorasse, me faria caridade.
O tempo para e eu penso:
Só que amanhã faz sol.
Pancho
Enviado por Pancho em 06/12/2005
Código do texto: T81798
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pancho
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 30 anos
33 textos (1091 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:27)