Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Somente um Guerreiro

“Já me feriram as costas sem que eu pudesse me esquivar.
E ao tocarem minhas cicatrizes, empunho a espada sem perceber,
que aquilo que me toca, de novo golpe pode não se tratar.
Mas foi esse, o único meio até hoje, de me proteger.

O único meio, até hoje... de sobreviver.

Talvez possa, outro guerreiro de verdade, compreender.
Pois em suas batalhas e a própria carne a constatar,
aprendeu que uma guerra só é digna de matar ou morrer
se as espadas se empunham de frente, num franco olhar.

Somente dois verdadeiros Guerreiros, frente a frente,
podem, na força do outro, a sua própria afirmar.
Somente dois verdadeiros Guerreiros, frente a frente,
podem, as cicatrizes do outro... admirar.

Então, talvez, esses dois verdadeiros Guerreiros,
possam juntos lutar
a mais digna batalha de matar ou morrer:
que é simplesmente, encontrar
outro meio... de sobreviver.”
Mel Pensamentos
Enviado por Mel Pensamentos em 29/03/2006
Reeditado em 28/12/2008
Código do texto: T130382

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Márcia Freitas e o site http://melpensamentos.blogspot.com/ ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel Pensamentos
Santo André - São Paulo - Brasil, 46 anos
30 textos (996 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:53)
Mel Pensamentos