Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recompensas

Porque será que as vezes temos tanto medo de admitir que algo já não é mais para acontecer em nossas vidas.?
Que não deu certo ? que não dá mais ?
Que acabou?
Porque será que temos algumas vezes tão mal definidos nossos desejos e sentimentos????
Porque as vezes temos tanto medo de dizer NÃO ! ????
Acredito que a resposta para estas e mais algumas outras perguntas está no medo de nos encarar de frente..
No medo de admitir nossos erros e falhas..
No medo de encarar com cara, garra e coragem mesmo sabendo que pode não dar certo, que pode não acontecer.
No medo de acreditar que valeu...... mesmo que a vontade de chorar esteja estampada em nossos rostos.
 
Porque será que buscamos sempre a felicidade num objetivo tão distante de nossa própria realização interior? de nosso eu?
Porque será que colocamos a responsabilidade pela nossa felicidade nos ombros dos outros?
Levamos e algumas vezes perdemos um tempo de nossas vidas nos remoendo, deixando a tristeza tomar conta por algo que não é mais do nosso cotidiano... e ai esquecemos que a vida é um excelente sistema de recompensas...
É!
A vida recompensa...
Recompensa quando perdemos um namorado(a) mas temos aquele amigo(a) de todas as horas, de todos os momentos que nos faz chorar de rir.
E enquanto não descobrirmos o verdadeiro amor dentro de nós mesmo iremos levar um bom tempo sempre a nos questionar muitos porquês .....

Recompensa quando temos filhos..... quando seus sorrisos iluminam nossos dias e descarregam o peso do nosso dia a dia atribulado.
Recompensa quando enxergamos a nossa frente um sorriso bonito...
 
Recompensa também quando em algum lugar não muito longe de cada um de nós, nos deparamos com velhinhos morrendo lentamento nos asilos, sem um sorriso, sem um abaço , sem um beijo... aperto de mão.
Que passam dias e dias olhando sempre para as mesmas paredes e pedindo a Deus para diminuir seus dias aqui na terra.
 
Recompensa quando o mundo não esconde de nossos olhos as misérias, as calamidades, os sem tetos, sem familia, sem ninguém da vida que ficam perambulando pelas ruas sem eira nem beira...
E nesses quadros tristes surgem mais e  mais recompensas através da caridade e da solidariedade.
 
Algumas vezes esquecemos simplesmente de que:
A vida é única, bela e muito simples de viver... nós que algumas vezes complicamos....mas
Sempre é tempo de recomeçar....
Muita paz
Debby :)
Débora Acácio
Enviado por Débora Acácio em 28/07/2006
Código do texto: T204059
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Acácio
Salvador - Bahia - Brasil, 44 anos
557 textos (18497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:21)
Débora Acácio