Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Mão do Homem

A mão do homem
No instante em que se abre,
Traz nela toda a humanidade
Um pedaço do caminho traçado
Por toda uma geração

A mão do homem
No instante em que se abre,
Tem a leveza de uma pluma
Quando nela se carrega o amor
A compreensão, o respeito, a dignidade.

A mão do homem
No instante em que se abre,
É capaz de transpor num simples gesto
A mais profunda verdade
Aquela que não foi dita, mas tocada.

A mão do homem
No instante em que se abre,
Transforma a guerra,
Renascendo dela
a beleza das flores.

A mão do homem
No instante em que se abre,
Torna-se grande o que é pequeno,
 Eterno, o que era breve
renascido, o dilacerado.

A mão do homem
No instante em que se abre,
Não se pode fechar...
Porque nela se encontra Deus
Mostrando a saída, na mão do homem!


Poema escrito a partir, de uma imagem de extrema sensibilidade e essência, fotografada pelo meu amigo e artista Rony Corrêa.
Gisele Lima
Enviado por Gisele Lima em 23/08/2006
Reeditado em 24/08/2006
Código do texto: T223759
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Lima
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil
15 textos (1041 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:46)
Gisele Lima