Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lacrimae Mundi

"Seminant Lacrimae Mundi",
Cada lágrima que cai,
na verdade sobe aos céus infinitos:
irradia-se, formando aquele
Oceano Suspenso, oculto às pupilas carnais.
A íris do coração entristecida sonha:
cada lágrima que sobe,
na verdade cai dos céus infindos...

O licor dos meus olhos
com saudades sussurra um nome,
que completa o meu nome:
Que imagem perdida é esta
que minha imaginação tão
obstinadamente evoca?
Ah, macia é a embriaguez
da gota que tragou o oceano das aflições...

Cada lágrima que cai,
na verdade é uma fagulha que sobe,
incendeia-se, no ardoroso encontro
das almas martirizadas de tanta luz
- e todo coração assim consumido grita:
cada lágrima que ascende,
na verdade cai como o fogo
que inflama miríades de anseios,
de nobres, rosauríficos sentimentos...

(à junção de todas as possíveis lágrimas de terror de amor, de  alegre e extasiante clamor: à Divina Compaixão, que reúne todas as lágrimas e as transforma em bençãos)
ErlKoenigKunstler
Enviado por ErlKoenigKunstler em 14/09/2006
Reeditado em 02/03/2008
Código do texto: T239803

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Carlos do Carmo Guimarães, www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErlKoenigKunstler
Santo André - São Paulo - Brasil
74 textos (3066 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:42)
ErlKoenigKunstler