Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ILUSÃO

Ser profano, apócrifo e ateu
Uma soberba escolha, uma opção
Extrapolar desejos, uma vocação
Que choca, incomoda o mundo regular

Transcender a ordem da História
Arrebatar corações frágeis, submissos
Negar juízos de valor, fazê-los contraditórios
Um artifícios dos fracos, oprimidos

Não dar ouvidos à ordem instituída
Fazer da tua decisão a lei que te governa
Transformar-se no Homem das Cavernas
Esbravejar, rosnar, ser como um cão maldito

Um artifício próprio dos aflitos
Que por amor à liberdade exalta
Um grito, um brado, um canto de amargura

Das trevas da urbe insana que sucumbe
Todos os sentimentos humanos e ilude
A nossa essência terna, nossa salvação.

        FRANCISCO ROBERTO PINHEIRO TOMAZ
Tomaz
Enviado por Tomaz em 18/09/2005
Código do texto: T51671
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tomaz
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
1 textos (31 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:34)
Tomaz