Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LAMENTOS II


Ah! Senhor! Se pudéssemos
Ver os tesouros escondidos;
Mas estamos desatentos,
Incircuncisos de ouvidos.

Tua graça tem abundado,
E nós não reconhecemos.
Nós que nem filhos éramos,
Tua graça recebemos.

Ensina-nos a contarmos
Nossos dias de tal maneira
Que alcancemos corações sábios;
Setenta, talvez, ou oitenta com canseira.

Mas o que é isso para Ti?
Se a própria terra
No universo é como se
Deixasse de existir?

Ainda o sol do nosso sistema,
Que vemos sem tanta grandeza,
Supera-a aos mil; e de uma estrela
Como poderíamos vê-la?

E nessa terra habita a criatura,
Obra das tuas mãos,
Gastando seu tempo a buscar
Felicidade em coisas vãs.

Gasta esse tempo buscando
A felicidade perdida,
Em prazeres que lhe causam
A partida pra não voltar.

Não Te serve e ainda estorva
A obra que realizas;
Dificulta a salvação das almas
Que desejas resgatar.

Faze-nos sábios,
Opera em nós;
Dá-nos o querer,
Ouve-nos.

Vivemos desatentos!
Se somos teus filhos,
Torna-nos crente,
Faze-nos entendidos.

Tua graça está derramada;
Ajuda-nos a levarmos a luz;
Fortalece nossas almas,
Toma conosco a nossa cruz.
oliprest
Enviado por oliprest em 17/11/2007
Código do texto: T740790
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oli de Siqueira Prestes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
oliprest
Manaus - Amazonas - Brasil, 67 anos
2149 textos (181911 leituras)
245 áudios (2549 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 08:30)
oliprest

Site do Escritor