Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não temereis a nada

Sejamos belos profetas
do árduo doce da vida
e que não desviemos
das nossas belas metas

Que em tudo permaneça voz singela
em cada canto do verbo
e façamos do nada
o doce ciclo da vida bela

Não temereis a nada
que seja vago e superficial
não temas,amigo
as tristes almas envenenadas

A força do verbo persistente
sempre nos estará presente.
Stalker
Enviado por Stalker em 25/11/2005
Código do texto: T76178
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Stalker
Salvador - Bahia - Brasil, 116 anos
46 textos (5134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:13)
Stalker