Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

delicadeza dos sentidos...sentir com o espírito.

Delicadeza dos sentidos.

O som percorre 340 metros por segundo, a luz, no mesmo tempo
faz o percurso de 300.000 quilômetros, quanta velocidade.
A eletricidade se propaga com a rapidez que se nos afigura
 incalcúlavel, parece brincar com a delicadeza dos nossos sentidos.
A sensação de calor se mede por trilhões de vibrações, mas o meu
amor por você é imensurável, em grandeza, quantidade, qualidade
e intensidade. Parece bobagem, mas é verdade, me falam aos olhos
todas as suas qualidades, minha boca vê, o gosto da saudade de você.
Nas minhas mãos o olfato do teu perfume me confunde, enquanto meu
nariz pelo tato, percorre a sua pele em todas suas ondas e cavidades.
Minha audição sente o gosto do seu beijo, como sinfonia de Bethovem,
e na ponta da minha língua posso ouvir a sobremesa mais gostosa,
geléia de rosas vermelhas, repetitivo, mas sei que você vai gostar.
E de todos os sentidos a intuição é a que mais confio, pois não vem
banhada pelo orgulho ou egoísmo, quanto ao meu livre-arbítrio,
esse eu ainda não aprendi a usar, não como eu deveria usar.
Parece que meus sentidos estão perdidos na delicadeza dos sentidos,
as vezes o ar muda seu estado. Ou é meu humor que vai se modificando?
Condensação ou rarefação, nada percebemos. O que os olhos não vê?
O coração não sente ou só guarda os sentimentos, recorro a tabela
periodica ou a todos elementos, elementares da natureza, gnomos,
fadas e duendes, pego o celular mas você não atende, está ocupado.
Se nossos sentidos não fossem encobertos pelo materialismo que nos
sufoca ou pelos pensamentos negativos que dizem sempre “não posso”.
Poderíamos ver não pela metade, mas face a face e então seríamos
libertados pela verdade, daquele que nos ensinou, que só o que vale
a pena, é amar, e por exelência a caridade,
mas por favor atende o celular.

Ricardo di Paula, 08/11/07.
AM 08:30.
A idéia desse texto foi tirada do livro de León Denis, “No Invisível”.




Ricardo di Paula
Enviado por Ricardo di Paula em 05/12/2007
Código do texto: T765485

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ricardo di Paula.(ricardo.mync@ig.com.br)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo di Paula
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
327 textos (72306 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 13:36)
Ricardo di Paula