Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACORDA, MEU SERVO.

                    ACORDA, MEU SERVO.
‘’14 Pelo que diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te   dentre os mortos, e Cristo te iluminará.’’                         Efésios 5


Hei! Tu que estás dormindo,...
Acorda!
Acorda e abra teus olhos
Para que vejas.
Atenta teus ouvidos
para que ouças.
Tira o torpor de tua mente,
para que tomes uma iniciativa.
Retira a dormência de teus membros,
para que sintas,...
e te mexe!

Desperta!
Olha ao teu redor...
Os corpos dos que amas
Estão estendidos,
Gelados,
no chão.
Olha as expressões de horror,
cravadas em seus rostos,
diante da visão daquilo lhes espera.
Olha e vê!
Seus lábios entreabertos,
paralisados,
na súplica interrompida pela morte.
Olha como estão seus membros,
desconjuntados e torcidos
na convulsão terrível a que foram acometidos.
Olha e vê!...
A dor insuportável,
O sangue espalhado,
A morte com suas garras
Atravessadas em seus corpos.

Acorda!
Presta atenção e ouve!
Ouça os gemidos no frio
Ouça o ranger dos dentes em dasalento,
Ouça os gritos de dor,
De medo,
De desespero.
Ouça as súplicas,
O clamor...
Ouça-os chamarem o teu nome.
Ouça-os pedirem socorro.

Tira a dormência de teus membros!
E toque-os.
Sinta a pele suada.
Gelada,
Molhada de sangue.
Sinta os membros fora do lugar,
Sinta os ossos quebrados
Rasgando-lhes pele, músculos e órgãos.

Por que não despertas?
Por que não ouves?
Por que não vês?
Por que nada sentes?
Por que não te movimentas?
O que tens de diferente
Deste que estão inertes aos teus pés?
Eles estão mortos,
Por isso nada podem fazer.
E tu?...
Tu estás vivo...
Então, por que não fazes nada?
Por que estás como eles?
A única diferença é que dormes,
Pois também nada fazes.

Dormes o sono da omissão,
O sono do desleixo, do comodismo,
O sono do desdém, do pecado,
O sono da irresponsabilidade
E da inconsequência.

Acorda!
E te levanta entre estes que estão inertes.
Busca a Deus com tua mente, coração e alma.
Ouve a Sua voz pela Palavra.
E lhe obedece,
Saindo dessa cama,
E indo até os que estão mortos
Ao teu alcance.
SAL e LUZ
Enviado por SAL e LUZ em 21/08/2006
Código do texto: T222223
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SAL e LUZ
Torres - Rio Grande do Sul - Brasil, 50 anos
12 textos (873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:11)